quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Novo diretor da Unidade de Pronto Atendimento de Belford Roxo ( UPA) remanejou médicos e contratou profissionais para completar equipe.

Renato Parreira Palhares
O novo diretor da Unidade de Pronto-Atendimento de Bom Pastor (UPA 24 horas), em Belford Roxo, o cirurgião Renato Parreira Palhares, nomeado pelo prefeito Dennis Dauttmam, adotou medidas emergenciais, como o remanejamento de médicos e a contratação de profissionais para suprir o quadro, que estava defasado. Resultado: o número de atendimentos, que em dezembro do ano passado foi de 3.583, saltou para 5.739, em janeiro.
Na último dia 20 de fevereiro, a equipe comemorou mais uma vitória. A unidade, que funcionava desde a inauguração, em 2008, sem um gerador, recebeu o equipamento, que foi instalado imediatamente.
"São conquistas importantes. Uma unidade de emergência não pode funcionar precariamente, sem profissionais e sem um gerador, colocando em risco a vida das pessoas. Os pacientes ficavam à mercê da sorte, quando faltava energia", declarou o diretor, destacando a eficiência das equipes e a reorganização dos setores de atendimento. Já na recepção, o paciente passa por uma triagem, a fim de ser encaminhado com mais rapidez ao setor médico específico.
Especializado em medicina e cirurgia plástica estética, o profissional assumiu o desafio de comandar uma das áreas mais complexas da rede pública, já que envolve uma grande demanda no atendimento às populações carentes da região. "Somos servidores públicos. Com a colaboração de todos os profissionais, somos capazes de atender melhor às pessoas”, enfatizou Renato.
Na reestruturação administrativa da UPA, uma equipe, sob a coordenação do diretor, realiza um trabalho rigoroso para elaborar uma lista de faltosos. Segundo o médico, os profissionais que não prestarem um serviço satisfatório à unidade serão substituídos.
O diretor garante ainda que não vai permitir que problemas disciplinares prejudiquem a qualidade no atendimento à população. "Temos a obrigação de atender o cidadão com dignidade", afirmou Renato Palhares, mostrando a Sala Vermelha (área para receber casos graves, com risco de morte), agora com equipamentos completos e os leitos com lençóis identificados com a logomarca da prefeitura.


Nenhum comentário:

Postar um comentário