sexta-feira, 15 de março de 2013

Atletas de MMA lutam por Belford Roxo

A prefeitura de Belford Roxo saiu atrás das feras do MMA que são "crias" da cidade. O município é celeiro de atletas que hoje participam de competições internacionais. O objetivo é apoiar e trazer o esporte para o cotidiano da população, como motivação para os jovens. A atribuição, conferida à Secretaria de Esporte e Lazer, através do secretário Rodolfo Carvalho, é para também demonstrar que o estigma de violência das lutas é coisa do passado. A pancadaria fica restrita ao ringues.
Com o incentivo ao esporte no município, a prefeitura pretende promover eventos e apresentações desses atletas nativos que já se destacaram nos octógonos mais badalados do mundo. Entre eles, Johnny Eduardo, que vai participar do UFC 158, em março, no Canadá; Washingtonthai, 1º lugar no ranking nacional de kickboxing, que está se preparando para a 2ª edição do Webfight Combat, em abril, no Maracanãzinho, no Rio; e Gleidson Poney, campeão do 3º Gringo Super Fight na modalidade jiu-jítsu. Mesmo com o sucesso que conquistaram, eles ainda moram em Belford Roxo e lutam por melhorias na cidade.
“Moro em Bom Pastor, onde nasci e me criei. Graças a Deus recebi o apoio da minha família para seguir meu caminho, profissionalmente. Nunca gostei de briga. Tenho medo de brigar. Meu trabalho é o esporte. A violência está fora do ringue. Quero servir de exemplo e ajudar a transformar a realidade das crianças da minha localidade. Se conseguir isso, será minha maior vitória”, afirmou Poney, ídolo entre os jovens do bairro onde mora. 
Outro que acredita que o esporte pode contribuir na boa formação dos jovens é Johnny Eduardo, que já participou de vários MMAs. “No início, na chamada luta livre, era uma coisa sem regras, uma degladiação. As empresas não apoiavam porque achavam que era uma coisa de marginais. Mas, felizmente, isso mudou. Hoje, é reconhecido como uma modalidade esportiva de respeito e com um nível de competição de qualidade. Por isso, nossa presença é positiva para esses jovens”, disse.
Neste sábado (16), ele enfrenta o haitiano Yves Jabouin no UFC 158, em Montreal, no Canadá. Johnny Eduardo, que tem um cartel no MMA de 26 vitórias e nove derrotas, busca seu segundo triunfo dentro do Ultimate.
Para o veterano das lutas, Washingtonthai, primeiro brasileiro a conquistar o campeonato mundial, em 2011, e que já formou um campeão brasileiro e outro mundial na modalidade kickboxing, a realidade do esporte está mudando, para melhor. “Eventos como as Olimpíadas, que o Brasil vai sediar, podem ajudar nessa conscientização. É preciso inserir o esporte na Educação. Não deve esperar a olimpíada para preparar. Se não formar atletas, forma cidadãos”, propôs.
O secretário Rodolfo Carvalho, que recebeu a missão do prefeito Dennis Dauttmam para reunir e conversar com os atletas, está otimista. “Estive em Brasília, no Ministério do Esporte, e apresentei um projeto chamado ‘Belford Roxo – Cidade do Esporte’. A aceitação foi muito positiva. Belford Roxo está incluída entre os oito municípios que o ministério autorizou captar recursos para incentivar o esporte nas cidades. É uma possibilidade única de fazer muita coisa boa”, concluiu o secretário.
  MMA, suas técnicas e golpes
As Artes Marciais Mistas, mais conhecidas pela sigla AMM (português) e pelo seu acrônimo MMA (do inglês, Mixed Martial Arts) são artes marciais que incluem tanto golpes de combate em pé quanto técnicas de luta no chão. As artes marciais mistas podem ser praticadas como esporte de contato em uma maneira regular ou em um torneio no qual dois concorrentes tentam derrotar um ao outro. Utilizam uma grande variedade de técnicas permitidas de artes marciais, tais como golpes utilizando os punhos, pés, cotovelos, joelhos, além de técnicas de imobilização denominadas lances e alavancas.
Dentre as organizações responsáveis pelos torneios de artes marciais mistas, as principais são o Ultimate Fighting Championship (UFC) e o extinto PRIDE Fighting Championships. Em opinião popular, os termos MMA e vale-tudo têm o mesmo significado. Entretanto, as diferenças entre estes termos devem ser reconhecidas e ambos devem ser distinguidos do termo full contact (contato pleno).
As artes marciais mistas modernas têm suas raízes em dois acontecimentos: as exibições de vale-tudo no Brasil, e o shootwrestling japonês. De início, influenciaram-se mutuamente, mas foram separados posteriormente. O vale-tudo começou na terceira década do século XX, quando Carlos Gracie, um dos fundadores da arte marcial brasileira 'Gracie jiu-jitsu', começou a convidar um competidor de cada modalidade distinta de luta para participar do mesmo evento. Isso era chamado de "Desafio do Gracie". Mais tarde, Hélio Gracie e a família Gracie e, principalmente, Rickson Gracie mantiveram este desafio que passou a ocorrer como duelos de vale-tudo sem a presença da mídia.


Fonte: JH

Nenhum comentário:

Postar um comentário