sexta-feira, 5 de abril de 2013

A segurança pública da Baixada Fluminense foi discutida hoje em uma audiência pública e Belford Roxo não teve representante.

Audiência pública realizada na Câmara de Vereadores da cidade de São João de Meriti, teve início às 11:00 horas, recendo diversas autoridades do Estado do Rio de Janeiro, para discutir o aumento da criminalidade na Baixada Fluminense.
Segundo o Diretor do Instituto de segurança Pública- Paulo Augusto
os homicídios dolosos estão em queda em todo o Estado do Rio, graças a politica de segurança adotada pelo governo Cabral.

Comentário final do Diretor do ISP: Não houve uma explosão da criminalidade, mas "apenas uma redução lenta na região da Baixada Fluminense".
Os presentes não concordaram com esta "falsa" argumentação pelo diretor do ISP.
Erir Ribeiro da Costa Filho
O Comandante Geral da Polícia Militar Erir Ribeiro da Costa Filho, informou que a política de segurança pública sempre nos governos anteriores era vista de forma provisória, sendo que na atual gestão vem sendo reconstruída com  melhorias na frota da PM e com a construção de novas delegacias na Baixada Fluminense.
O governador Sergio Cabral autorizou que 30% (150  Policiais militares) do efetivo dos policiais formados no CFAP (Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças ) serão alocados nos batalhões da baixada e mais a construção da Região Integrada de Segurança Pública, um prédio onde trabalharão juntos os chefes da Polícia Civil e da Polícia Militar da região, com o objetivo de gerir o trabalho da força de segurança estadual na Baixada Fluminense.

Martha Rocha
A Chefe de Polícia Civil Martha Rocha, enviou seu Representante (Márcio) a audiência.  
Martha Rocha autorizou concurso público para agentes e delegados, Implantação da Delegacia de Homicídios na Baixada, seguindo os moldes da Delegacia de Homicídios da capital.
Baixada conta com apenas 19 delegados.AUMENTO DO Regime Adicional de Serviço (RAS) EM 50% para os policiais que tiram serviço no sábado, domingo e feriados.

Participaram também do encontro os deputados Flávio Bolsonaro (PP), Janira Rocha (PSol), Luiz Martins (PDT), Geraldo Moreira (PTN), André Ceciliano (PT), Thiago Pampolha (PSD) e Rosangela Gomes (PRB).
Os deputados federais Marcelo Matos (PDT/RJ), Andreia Zito (PSDB/RJ), Walney Rocha (PTB/RJ) e Simão Sessim (PP/RJ) acompanharam a discussão. Além deles, participaram também o presidente da Câmara de Vereadores de São João de Meriti, Joel Rodrigues Sobrinho (PSC); a promotora de Justiça da Procuradoria do Estado Adriana Lucas Medeiros; e a vereadora do Rio Verônica Costa (PR).
Sandro Matos
O único prefeito da Baixada Fluminense presente na audiência, foi Sandro Matos, prefeito da Cidade de São João de Meriti.
Na opinião de Matos, a violência atual nas cidades da região tem como motivo a migração de traficantes que atuavam na capital fluminense e a falta de planejamento na distribuição dos policiais militares e civis. “Um exemplo é a Rocinha, no Rio, onde há 700 policiais. São 90 moradores para cada policial. Enquanto isso, aqui temos 270 PMs para mais de 460 mil habitantes. É um policial para cada 1.697 habitantes”, apontou.


Dados.
Homicídios dolosos -taxas
CAPITAL
2000- 46% /100.000 habitantes
2012 - 24,7 /100.000 habitantes

BAIXADA FLUMINENSE
2000 - 51% /100.000 habitantes
2012 - 36,9 /100.000 habitantes

ROUBO DE VEÍCULOS
Redução em todo o Estado, sendo concentrado na capital.
Roubo de Rua-Transeuntes
2012 - 31474 Capital
2012- 15.000 - Baixada

ROUBO DE CARGA (Baixada)
AUMENTO DE 22,7 %
2011- 889
2012- 1091

ROUBO A ESTABELECIMENTO COMERCIAIS (Baixada)
AUMENTO DE 29,6%
2011- 939
2012 - 1217

ROUBO A RESIDÊNCIA (Baixada)
QUEDA DE 7%
2011- 256 CASOS
2012 - 238

Casos de registros Violência contra à Mulher
2011- 9768 casos 2012 - 15.000
2011- 92 prisões
2012- 154 prisões

OBSERVAÇÕES:
AUMENTO de 50% do Regime Adicional de Serviço (RAS) para os policiais que trabalham no sábado, domingo e feriado.

Ainda existem delegacias da Baixada que trabalham com máquina de escrever:
 Nova Iguaçu (52ª DP) e a de Duque de Caxias (59ª DP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário