sexta-feira, 12 de abril de 2013

Conheça as linhas de ônibus que deixaram de circular em Belford Roxo, por ordem judicial.

Desde segunda-feira, três das sete linhas municipais de ônibus deixaram de circular em Belford Roxo. A medida atende a uma ordem da Justiça, por conta da concessão do serviço, sem licitação, as três empresas de ônibus, que se transformou numa batalha judicial desde 2004.A confusão na cidade, que tem 469 mil habitantes, pode ser ainda maior. Segundo moradores de dois bairros, os coletivos de uma quarta linha simplesmente sumiram e não são mais vistos nas ruas.

O desembargador Marcelo Buhatem, da 4ª Câmara Cível, expediu liminar, em 20 de março, determinando a realização de licitação para o sistema de ônibus, além de suspensão imediata de três linhas. Todas estariam sobrepostas a trechos explorados por linhas intermunicipais.
Deixaram de circular as linhas Recantus x Belford Roxo, via Rua Mauá, explorada pela Viação Vera Cruz; Roncale x Belford Roxo; e Lote Quinze x Belford Roxo, ambas exploradas pelas empresas Flores e Rio D'Ouro, que são do mesmo grupo. Com a decisão, moradores do bairro Recantus terão de andar a pé até três quilômetros para ir ao Fórum ou ao Ministério Público, no bairro vizinho de São Bernardo. Para a dona de casa Rosenete Silvana da Silva, de 43 anos, o drama é ainda maior:
- Só ficou o ônibus de Nova Iguaçu ou de Belford Roxo via Jambuí. Nenhum deles passa em Santa Amélia, onde mora meu irmão. Vou ter que gastar R$ 5,60 para pegar dois ônibus ou andar a pé.

Uma quarta linha também 'desapareceu'.
Segundo moradores dos bairros Roseiral e Vila Verde, há dois dias os coletivos da linha Roseiral x Belford Roxo não são mais vistos. A solução, ontem, foi andar a pé ou apelar para as Kombis.
-São apenas dois ônibus na linha. Todos aqui estão reclamando da falta deles. Meu filho faz curso no Centro do município e agora está indo de Kombi. O chato é que as Kombis não aceitam RioCard -disse Maria Romilda, ao lado de outros moradores.

Alguns rodoviários, que pediram para não serem identificados, também confirmaram a paralisação do serviço. Mas oficialmente a Viação Flores informou que a linha continua funcionando.

A Moradora do bairro Roncale, a recepcionista Selma Silva, de 29 anos, reclamou da suspensão da linha Roncale x Belford Roxo.
- Meu filho Vítor tem 4 meses e pesa dez quilos. No ônibus, eu entrava levando o carrinho de bebê. Nas Kombis, não há espaço para fazer isso - afirmou Selma.

ENTENDA O CASO

ORDEM ANTIGA
A Justiça determinou a realização de licitação em Belford Roxo, pela primeira vez, no ano de 2004.

NÃO FEZ
O município chegou a assinar um termo de ajustamento de conduta com o Ministério Público, mas não realizou a licitação.

EMERGÊNCIA
Em 2010, um decreto municipal regulamentou, a título de emergência, a exploração das linhas pelas empresas que já faziam o mesmo serviço de transporte coletivo no município.

MINISTÉRIO PÚBLICO
Atendendo a uma nova determinação da Justiça, a Prefeitura de Belford Roxo chegou a preparar uma licitação pública, em 2011, mas o processo foi considerado inadequado num parecer dado pelo Ministério Público.

VIAÇÃO SÃO JOSÉ
Considerando-se prejudicada pelo edital de 2011, elaborado pela prefeitura de Belford Roxo, a Viação São José entrou na Justiça, pedindo a anulação do processo licitatório.

NOVA LICITAÇÃO
No dia 20 de março, a 4ª Vara Cível determinou a realização de uma nova licitação pública.

OUTRA OPINIÃO
O Transônibus, o sindicato das empresas de ônibus que engloba a São José, a Flores e a Vera Cruz, envolvidas na disputa das linhas de Belford Roxo, disse que o processo licitatório está apenas suspenso e não cancelado.

PREFEITURA RECORRE
A Prefeitura de Belford Roxo informou que já existe outra licitação em andamento, mas vai recorrer da decisão, porque a população ficou prejudicada com a suspensão das linhas.


Fonte: Jornal Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário