terça-feira, 9 de abril de 2013

Jackson Martins: Um silêncio que ecoa.

Depois de retratar um pouco da vida de Jackson Martins e das lembranças de alguns dos ex-companheiros, é impossível não notar o momento de emoção da família de uma das maiores vozes da história do Carnaval. Há cerca de nove anos, os familiares vivem com a saudade e as memórias da presença do 'Sabiá' da Caprichosos, assassinado friamente em 2004.
As lembranças são sempre as melhores, mas a ausência de uma explicação é o que incomoda a mãe de Jackson. Um contato inesperado fez Carmen Martins se deparar com um momento de grande emoção. Para falar do filho não faltam palavras e sim respostas que possam explicar o motivo de tamanha atrocidade.
"Muita saudade, muita saudade, muita mesmo. Me tiraram os braços, as pernas, tudo. E eu fiquei sem resposta para isso tudo. Peço desculpa por não conseguir me expressar melhor, mas é que realmente me veio muita coisa na memória. Achei que as pessoas tinham esquecido dele, mas vi que não foi isso que aconteceu. Eu jamais o esquecerei", comentou Carmen, que viu o caso ser esquecido com o tempo.

Irmão relembra passado
Irmão mais novo, Marcos Martins ganha a vida como professor de muay thai, mas não esquece do difícil passado que teve ao lado de Jackson. Morador de Belford Roxo, o atleta contou que o intérprete tinha uma missão mais que especial em sua vida.
"Quando lembro do meu irmão começo a recordar dos nossos tempos de criança, quando ele saía para trabalhar com uma enxada nas costas para conseguir levar algo de comer para casa. Ele sempre teve a missão de ser, além de irmão, um pai para mim", disse Marcos, que ainda comentou a reação ao se deparar com algo que recorde o irmão.

"Logo quando vi a reportagem sobre ele fiquei com lágrimas nos olhos. Me veio em mente todo o passado, as melhores lembranças. Lembro que uma semana antes de morrer, ele veio até aqui e nos contou que estava se mudando para Belford Roxo, pois tinha conseguido comprar a casa que sempre sonhou. Ele sempre foi uma pessoa boa, fazia de tudo para ajudar seus amigos. Guardo comigo uma grande saudade e a alegria de ver que ele conquistou o coração de muitas pessoas", acrescentou.

Filhos seguem os passos
Nove anos após perder o pai, Jaderson e Naderson seguem a vida sem esconder uma das maiores saudades. A ausência de Jackson Martins é claramente sentida pelos filhos, que também possuem a música como grande aliada ao dia-a-dia. Segundo Jaderson, filho mais velho do eterno cantor, o contato com diversos músicos o faz ter a grande certeza do respeito que seu pai construiu durante a carreira.

"Na minha carreira de cantor sempre vejo o pessoal lembrando dele, em diversos lugares as pessoas fazem uma ligação entre a gente. Vejo o alto conceito que ele tem até hoje e isso me deixa muito feliz. Uma das pessoas que mais me dá força é o Xande, do grupo Revelação, sempre me tratando bem, com um carinho muito grande", disse Jaderson, que ao lembrar da época em que perdeu o pai revelou seu maior desejo ajudar os amigos e familiares.

"Na época eu me senti com a responsabilidade de tentar ajudar aqui em casa. Sempre via todo mundo triste, em todos os momentos tinha alguém chorando, abatido. Mas, mesmo sofrendo demais, me senti com o dever de tentar colocar o pessoal para cima. Sabia que ia ser muito difícil seguir com a vida, mas graças a deus conseguimos e ele deve se orgulhar muito disso", acrescentou Jaderson, que como os demais familiares possui apenas uma grande certeza. "Sinto muita falta dele, muita mesmo".

Fonte: O dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário