segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Bando invade hospital e resgata traficante Bebezão oriundo de Belford Roxo.

Cerca de 15 bandidos resgataram na madrugada desta segunda-feira um criminoso que estava internado sob custódia no Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, na Região Metropolitana. Eles invadiram a enfermaria da unidade, que tinha dois policiais militares fazendo a segurança, e levaram o traficante Jhony Luiz da Silva, de 27 anos, conhecido como Bebezão.
Pouco antes da invasão, os bandidos mataram um subtenente da Polícia Militar, em São Gonçalo e roubaram o carro dele que foi usado na fuga de Bebezão do hospital. Celso Ilício de Oliveira, 54 anos, ele era lotado no 5ºBPM (Praça da Harmonia) e estava na Rua Expedicionário Iraci Luchina, no bairro de Santa Luzia, para deixar os familiares da esposa, quando foi abordado pelos criminosos.
Ao perceber que o subtenente estava com a arma entre as pernas, os bandidos atiraram matando o policial na hora. Sua esposa, Roseli Barcelos, de 41 anos, foi atingida no peito e encaminhada para o Hospital Estadual Alberto Torres, também em São Gonçalo.
Segundo o comandante do 7ºBPM (São Gonçalo), coronel Fernando Salema, o PM morto entraria em breve para a reserva, pois já tinha completado seu tempo de serviço. A Divisão de Homicídios (DH) de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí está investigando o caso.
Os criminosos levaram 25 minutos para a realizarem toda a ação dentro do Hospital Azevedo Lima. Eles foram em diversas enfermarias até localizarem o Bebezão. Na saída, os bandidos roubaram pertences de pacientes e funcionários da unidade hospitalar.

Policiais estão sendo ouvidos na 2ªDPJM
Segundo a assessoria da Secretaria de Estado de Saúde, Bebezão apresentava quadro de saúde estável e ninguém ficou ferido durante a ação dos criminosos. Ainda de acordo com a SES, após o episódio, a Secretaria de Segurança foi informada sobre o fato, mas em nota, afirmou que o caso é de responsabilidade da Polícia Militar.
Em nota, a PM, através do comando do 41º BPM (Irajá), afirma que os policiais envolvidos no caso estão sendo ouvidos na 2ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (2ªDPJM), que está apurando o caso.


Bebezão, que seria o chefe do tráfico da comunidade do Gogó da Ema, em Belford Roxo,  participou de roubo a caminhões de entrega em outubro e acabou sendo baleado por PMs durante troca de tiros na Pavuna, na Zona Norte. Na ocasião, ele foi levado para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, e transferido depois para Niterói.

Além disso, Bebezão tem ligações com Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, chefe do tráfico do Morro da Pedreira, em Costa Barros, e um dos bandidos mais procurados do Rio.



Fonte: O dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário