terça-feira, 2 de dezembro de 2014

A Divisão de Homicídio de Belford Roxo (DHBF) identificou e pediu prisão de suspeitos de matar PM.

A Divisão de Homicídio de Belford Roxo (DHBF) identificou e pediu a prisão preventiva de dois suspeitos de assassinar um policial militar e seu irmão, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, no sábado (29). Segundo a delegacia, o PM Diego Santos de Oliveira - lotado na UPP do Turano - e seu irmão Diogo foram assassinados por milicianos, após perseguirem dois homens uma motocicleta, que teriam tentado assaltá-los.

No tiroteio, uma criança de 2 anos, também chamada Diogo, foi baleada. O pai contou que somente 20 horas após dar entrada no Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, conseguiu a transferência do filho para uma unidade com UTI pediátrica, como mostrou o Bom Dia Rio.

“Ficamos revoltados vendo a criança sofrendo lá e nada, nada. Só chegava os outros olhava, uns mexia dali, outros mexia daqui e nada”, criticou o pai Thiago de Lima. Depois de um longo período de espera, o menino Diogo foi transferido para o Hospital Alberto Torres, em São Gonçalo. Segundo o último boletim médico divulgado pela direção do hospital, o estado de saúde da criança é grave, mas estável. Uma nova avaliação realizada na manhã desta segunda-feira (1°) deve definir se a criança precisará ou não ser submetida à cirurgia.
O menino Diogo estava brincando na calçada, no Morro das Pedras, em Vilar dos Teles, São João de Meriti, quando, por volta das 21h, quatro homens armados trocaram tiros com o PM Diego Santos de Oliveira, lotado na UPP do Morro do Turano. Segundo informações do 21º BPM, os suspeitos tentaram roubar a motocicleta do irmão Diogo, na Estrada Santiago, próximo ao Morro das Pedras.

O pai do menino Diogo estava na rua na hora que o filho foi baleado e conta que viu dois homens numa moto perseguindo outra moto e que um deles desceu e saiu atirando. “Saiu dando tiro. Mandando todo mundo sair, sair, sair. Aí, quando a gente fomos ver meu filho lá que sofreu o resultado dele”, afirmou Thiago.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário