quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Afronta à segurança pública em Belford Roxo.

Em Belford Roxo, traficantes jogam com a sorte e desafiam a polícia, transformando comunidades inteiras numa terra sem lei. É o caso da Vila Pauline onde os criminosos transitam livremente pelo bairro com armas de vá- rios calibres, inclusive fuzil e submetralhadora, e mantém moradores sob o jugo do mal. As imagens publicadas nessa reportagem foram postadas pelos bandidos nas redes sociais. Numa delas, um traficante exibe várias notas de R$ 50 como um leque. Em outra foto, um bandido segura duas armas, uma das quais é um fuzil com luneta adaptada. A outra é uma pistola 9mm. De acordo com denúncias enviadas para o whatsapp do Hora H (979830083), há vários meses a comunidade sofre com a influência do tráfico de drogas que seria comandado pelo bandido Rogério Ribeiro da Silva, conhecido como Rogerinho Pitbul, que está preso desde o final do ano passado. Ainda segundo a denúncia, com a prisão do chefão a comunidade tem sido comandada pelo bandidos identificados como Social, Cauboy e C.L. Na segunda-feira da semana passada, os moradores registraram um intenso tiroteio entre os bandidos e agentes do 39º Batalhão de Polícia Militar. Segundo um motorista que pediu para ser identificado, as incursões na comunidade têm sido cada vez raras. “Ficamos com medo. Já fizemos vários pedidos ao batalhão para intensificar as operações contra o tráfico, mas nenhuma providência foi tomada”, disse. FUNK PROIBIDÃO TODOS OS SÁBADOS Outro morador relatou que a facção promove baile funk todos sábados. O evento é realizado na Praça dos Cachorros, onde os criminosos costumam usar caminhão de som paran interditar algumas ruas do trecho. Na comunidade é comum encontrar barricadas erguidas pelos traficantes nos principais acessos, como a Estrada do Conde, na tentativa de impedir as operações da PM. “O serviço de inteligência do batalhão (Servi- ço Reservado da P2) está deixando a desejar. O tráfico está aterrorizando quem mora aqui e a polí- cia finge não saber”, desabafou, indignado o irmão de morador da Vila Pauline.

Fonte: Hora H

Nenhum comentário:

Postar um comentário