domingo, 13 de setembro de 2015

Polícia prende em Alagoas suspeito de matar produtor cultural.

André Chupeta foi preso em Alagoas nesta sexta (11) (Foto: Divulgação)
A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) prendeu, na manhã desta sexta-feira (11), em Viçosa, Alagoas, o foragido André Luís dos Santos Vieira, o “André Chupeta”, suspeito de matar o produtor cultural Adriano da Silva Pereira, de 33 anos, em julho desse ano.
A prisão de André foi realizada com base em mandado de prisão obtido em investigação policial da própria DHBF. Por volta das 8h40, o preso ainda estava em Alagoas e agentes da DHBF estavam providenciando a vinda dele para o Rio de Janeiro.
"Ele fugiu para Alagoas quando percebeu que a DHBF o havia identificado como assassino do Adriano, por homofobia", afirmou o delegado Fabio Cardoso, titular da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense. Segundo ele, a Polícia já sabia que André tinha parentes do Nordeste, mas não conseguia confirmar.
"Através do disque-denúncia, uma pessoa da cidade de Viçosa afirmou que viu a foto dele pela imprensa e que confirmava que ele estava na cidade. A partir daí, chegamos a ele", explicou o delegado. A operação teve a participação da Divisão Especial de Investigação e captura (Deic) da Polícia Civil de Alagoas.

André foi indiciado e preso por homicídio duplamente qualificado (por motivo fútil e sem possibilidade de defesa da vítima) e, se condenado, pode sofrer uma pena de 30 anos de prisão.

Dançarino morto temia homofobia

Adriano foi encontrado morto em um rio depois de sair de casa numa noite de domingo. A Polícia Civil e a família da vítima acreditam que o crime tenha motivação homofóbica. O produtor cultural não tinha vergonha de usar roupas femininas. Artista e produtor, às vezes saía de casa, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, de vestido.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário